Angola… Meu segundo lar?

Posted in Sem-categoria on segunda-feira, 7 abril, 2008 by bocadedeus

Estou praticamente de malar prontas para Angola.. O Coração cada vez mais apertado por deixar esposa e filho aqui. Mas sei mais do que nunca que tem um propósito. Deus me manda pra la para ser Boca de Deus entre as nações, eu  aceito de bom grado o meu chamado ainda que todos ao REDOR me digam o contrario o que esta no ALTO me guarda e me envia.

Vou para a região de Waco Kungo no Sul de Angola, a 500 Km da capital que é LUANDA.

Embarco essa semana.

Sem palavras..

Mas com Deus….

Abrax

Paulo Roberto
Boca de Deus

Anúncios

AS Coisinhas que sempre deixamos pra trás ou pra lá….

Posted in Sem-categoria with tags on quinta-feira, 14 fevereiro, 2008 by bocadedeus

    Após ter feito uma curta viagem hoje junto com minha esposa e meu filho ( pena que ele não aproveitou muito a paisagem por estar de castigo na barriga da mamae) cheguei em casa e me ative na leitura da palavra por alguns minutos antes de ir ao culto. Assim que cheguei à igreja fui tremendamente abençoado com o louvor que fluia com intensidade sobre a igreja. Mas não foi isso o que mais me surpreendeu neste dia….

Um rapaz que parecia estar um pouco acanhado ao subir ao altar convidado para pregar…

Ele começou trazendo de uma forma surpreendente a palavra de Josue 7, quando a palavra de Deus discorre a respeito do que ocorreu a Israel logo após a vitória sobre Jericó. Neste trecho vemos que subiram alguns milhares para sitiar a cidade de Ai, os israelitas estavam confiantes uma vez que Ai era muito menor do que Jericó e decidiram não enviar todo o exercito e sim, somente parte do contigente.

Mas a derrota não foi determinada pela falta de soldados, sabemos que a batalha não é nossa mas do Senhor. Sabemos que é o Grande Senhor dos Exercitos quem guerreia as nossas guerras. O problema de Israel foi a consagração, ou melhor, a falta dela – desobediência.

No cápitulo 6 o SENHOR disse ao povo de Israel que não tomasse das coisas condenadas, e as coisas condenadas pelo Senhor foram os despojos de Jericó. Mas Acã desobedeceu e perdeu a sua própria vida por causa de uma capa babilonica e alguns despojos infimos. Resumindo o que eu poderia, bem como o meu irmão pregador desta noite estender, mas ele por falta de tempo, e eu por falta de espaço e paciência do leitor, podemos concluir aqui como falta de temor a Deus e cobiça.

Isto levou Acã a perder a sua vida e de toda a sua familia, e seus bens diante do povo, bem como avacalhar a investida de Israel sobre aquele povo pagão o que trouxe a morte de 3 mil israelitas por causa de um.

Comparemos:

*** Acã = Você

*** Zeraítas ( Familia de Acã ) = Sua Familia

*** Israel = Igreja

*** As coisas condenadas =       ….                           …

….                                                                   …..                            …..

E ai? VocE nao vai dizer?                              Revistas… Aquelas… ?            Bebida?      Cigarro??                  Novela????

Isso atrapalha não é somente a sua vitória não mas também de todos ao seu redor.

Reflita tá ?

Nesta noite eu fiquei impactado com a palavra que este irmão trouxe para a igreja. Me surpreendeu. Posso até exagerar com toda a liberdade que a unção era tanta que em certo momento o óleo corria dos seus olhos por toda a sua face, como que o gemido do próprio Espirito Santo.

Gloria a Deus pela sua vida GÊ!

Deus te chamou como profeta e pregador da palavra cortante do Senhor Jesus.

Deus seja contigo.

Quanto a mim…

Deixo pra trás as coisas condenadas e me achego ao trono da graça, pois não sou perfeito.

Posted in Sem-categoria on domingo, 30 dezembro, 2007 by bocadedeus

cadeira-no-cais.jpg

A PRESENÇA REAL DE DEUS

Posted in Sem-categoria on segunda-feira, 3 dezembro, 2007 by bocadedeus

Os cristãos estão tão acostumados a unção, boas pregações e bom ensino, que muitos se comportam como crianças de peito. Querem sentar-se em bancos acolchoados, em templo com ar-condicionado, onde alguém possa mastigar o que Deus tem a dizer e colocar em suas boquinhas. Têm medo de se engasgarem com aquelas mensagens “duras demais”. Seu aparelho digestivo é muito frágil e não está acostumado à dura verdade!

Quando estivermos realmente famintos e desesperados, não  precisaremos  de   “intermediários”.  Temos  que  orar:

“Deus, estou cansado de assistir à experiência dos outros com o Senhor! Onde está a chave do meu quarto de oração? Vou ficar trancado ali até que, eu mesmo, possa experimentá-Lo!”

Fazemos bem em ler a Palavra, sem dúvida, é muito importante. Mas precisamos lembrar que a Igreja Primitiva não teve acesso, por muitos anos, ao que chamamos de Novo Testamento. E nem mesmo possuía as Escrituras do Antigo Testamento, porque os pergaminhos ficavam trancados nas sinagogas. Partes da Lei, dos Salmos e dos Profetas, transmitidos oralmente por seus avós (se fossem judeus), eram as únicas Escrituras de que dispunham. O que eles tinham, afinal? Intimidade com Deus em um nível tão enriquecedor, que não havia necessidade de se debruçarem sobre antigas epístolas. As cartas de amor de Deus estavam sendo impressas em seus próprios corações: eles se tornaram “cartas vivas” (Minhas afirmações, aqui, não significam que eu pense que a Bíblia seja desnecessária ou irrelevante. Não penso que Ela seja nada menos que a ungida e infalível Palavra de Deus. Meu propósito é alertar os cristãos contra a prática de ler a Bíblia sempre sob uma perspectiva passada: “Veja o que Deus fez antigamente, com aquele povo! Pena que Ele não aja assim hoje.” A Palavra de Deus nos conduz a algo muito maior – ao Deus da Palavra. Algumas vezes penso que quase caímos em uma espécie de idolatria, quando tendemos a louvar a Palavra de Deus mais do que o Deus da Palavra.).

O Espírito Santo está dizendo: “Ser resgatado do pecado foi uma experiência grandiosa em sua vida. Você está vivendo no tempo da graça e pode contar sempre com a Minha presença. Sei que você está sob uma boa liderança, mas o que realmente quero é fazê-lo crescer, levá-lo a um novo nível de intimidade.”

A busca pelo avivamento, em si, nunca fez com que ele acontecesse. O avivamento só nasceu quando o povo buscou a Deus. E muita pretensão acharmos que podemos controlar um avivamento, não podemos determinar “quando, como e onde”. Isso seria tão irracional quanto tentar controlar um furacão!

Se você puder mantê-lo sob controle, então, não será avivamento. Será o que estamos habituados a ver: uma série de  boas  conferências,  repletas  de  excelentes pregações, salpicadas por obras de homens! Pode ser muito bom para nós, podemos “curtir” cada minuto, mas isto não é avivamento. Temos que encarar o fato de que nos tornamos viciados nas programações que acompanham a Igreja. Mas não era este o propósito original de Deus, não é isto que Ele chama de “Igreja”.

Tenho uma forte impressão de que Deus está prestes a colocar tudo isto de lado e nos perguntar: “E, então, quem Me ama? Quem, realmente, Me quer?”. É hora de buscar o Avivador ao invés do avivamento!

Deus está cansado de relacionamentos à distância com Seu povo. Ele já estava cansado disto há milhares de anos, já no tempo de Moisés. Ele quer um relacionamento íntimo e próximo, com você e comigo. Ele quer invadir nossas casas com Sua presença de uma forma tão poderosa, que aqueles que vierem nos visitar sejam convencidos do pecado ao entrarem pela porta.

Não há como expressar… Seu amor em se entregar….

Posted in Sem-categoria on sexta-feira, 16 novembro, 2007 by bocadedeus

 

Se observarmos atentamente o texto de Isaías 6 veremos que ali há uma revelação peculiar. Neste trecho o Senhor mostra o que ocorreu quando tentava achar uma forma de salvar o homem vejamos>>>

    ” Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.” Isaías 6:8

     Deus chegou a um ponto em que já havia feito de quase tudo para salvar o homem, mas nada adiantava… Deus já havia tentado através da inocência de Adão, através do Sacrifício expiatório, através da aliança com Noé, através de seus profetas… Mas nada disso havia adiantado.

Então vemos, pela fé que neste momento, Deus se assenta, c oloca a mão no rosto e diz:

    – “O que eu faço pra aproximar o homem de mim?”

    Então, aquele que já existia desde o princípio, o meu amado Jesus levanta e diz…

-“Pai você precisa revelar-se ao homem.”

-“Meu filho Jesus… isso eu já fiz…”

-“Mas Pai, quando  o Senhor se revelou ao homem foi com poder, fogo, glória… Quando o Senhor falava o Monte tremia, o chão se abria, trovejava, caia fogo do céu, o mar se abria… o homem então não aprendeu a te temer mas ele tem medo do Senhor..”

DEUS fica em silêncio por um instante…

“- Pai … o homem precisa de alguém que entenda ele…”

E o Pai diz…. – “Me explica isso FILHO….”

Disse Jesus::

_ “Pai… nos criamos a fome… mas nós nunca sentimos fome…

              nos criamos o frio… mas nos nunca sentimos frio….

               Criamos as lágrimas…  mas nunca choramos…

               Criamos o sol… mas nunca nos cansamos ou sentimos calor…

            O homem precisa que alguém que compreenda a sua angustia…

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós?

 

 

 

 

 

 

 

 

Então disse Jesus: Eis-me aqui, envia-me a mim.” Isaías 6:8

         

 

 

 

  Deus de Mistérios…..

 

 

 

 

 

 Boca de Deus – Servant of Jesus

“Jesus EU te amo… Eu te obedeço…. nego a mim mesmo por amor de TI” 

 

jesus1.jpg